sexta-feira, 11 de maio de 2018

Estados Unidos>>Soldado ferida recebe transplante de 'nova orelha' desenvolvida em braço

Soldado teve 'nova orelha' implantada
Foto: US Army
NOTÍCIA - Uma militar que passou dois anos sem a orelha esquerda, depois de um acidente de trânsito de trânsito no Texas, fez uma cirurgia inédita no Exército dos Estados Unidos. Shamika Burrage tinha 19 anos quando foi lançada para fora do carro após o pneu explodir. Os cirurgiões coletaram cartilagem das costelas da soldado e a implantaram no braço da americana para que a "nova orelha" crescesse e pudesse ser costurada à sua cabeça.

Em comunicado, o Exército explicou que a cartilagem foi moldada como uma orelha e se desenvolveu debaixo da pele do antebraço direito da paciente, sem qualquer prótese.

"Eu estava com uma prótese (até então), para evitar mais cicatrizes, mas eu queria uma orelha de verdade", destacou Shamika, hoje com 21 anos.

Depois de crescer o suficiente na pele, a orelha foi implantada na cabeça da americana por cirurgiões do Centro Médico do Exército William Beaumont, em El Paso, no Texas. A instituição frisou que o procedimento foi um sucesso e que a soldado até recuperou a audição.

A cirurgia ainda permite a formação de novos vasos sanguíneos na cartilagem. Isso indica que Shamika terá total sensibilidade na orelha esquerda ao fim da recuperação.

"O objetivo é que, quando ela estiver pronta disso tudo, fique bonito, sensível. E, em cinco anos, se alguém não conhecê-la, nem notará (a diferença)", ressaltou o chefe de cirurgia plástica e reconstrução do centro médico, Tenente-Coronel Owen Johnson III, no comunicado.

Além do transplante, a pele de seu antebraço ainda servirá para cobrir cicatrizes na região da mandíbula. Shamika ainda tem pela frente mais duas cirurgias.

"Tem sido um longo processo para tudo, mas eu estou de volta", ressaltou a paciente, otimista com o resultado da reabilitação.

Inédito no Exército, o transplante de orelha já foi registrado pelo menos duas vezes no mundo. Em 2012, uma mulher que havia perdido o membro em função de um câncer passou pelo mesmo processo. Médicos da China também realizaram o procedimento em uma vítima de acidente de trânsito, anos depois, segundo o jornal "China Daily".

0 comentários :

Postar um comentário